RSS

FAMÍLIAS NA GRAÇA, A MINHA TAMBÉM!

28 jun
FAMÍLIAS NA GRAÇA, A MINHA TAMBÉM!

Por que Grupo de Comunhão e Estudo Bíblico?

Faz muito tempo que venho orando ao Senhor para que na igreja que congrego as pessoas sejam cuidadas de acordo com os ensinamentos de Jesus. Nesse sentido, o Senhor colocou no coração de alguns pastores essa mesma visão, onde possamos levar a todas as pessoas a conhecer a Jesus, ou seja, “Todo Mundo Discipulado”. Então, os mesmo foram guiados pelo Espírito Santo de Deus a buscar uma metodologia que atendesse à dicotomia “Palavra e Cuidado”, ou seja, que a pessoa possa receber a Jesus e ser muito bem cuidada. Foi aí que conheceram o Modelo de Discipulado Apostólico – MDA, idealizado e gestionado pelo Pr. Abe Huber, inicialmente na Igreja da Paz  de Santarém a partir de 1993.

Após a apresentação do modelo à liderança da Comunidade Evangélica Entre as Nações – CEEN e a participação dos líderes em vários seminários, a fim de que os mesmos entendessem a dinâmica, a visão e, principalmente, a sua efetividade, os líderes convocaram os demais líderes locais para apresentar a visão do MDA, que tem como principais princípios que todo mundo seja muito bem cuidado e que todo líder seja compromissado, a fim de que, após determinado período de oração em busca da confirmação de Deus para a aplicação deste modelo, houve a confirmação sobre essa direção a ser tomada. A seguir, foram convocados os pastores das igrejas locais e outros líderes para participar de uma Treinamento de Líderes de Células – TLC.

Por que famílias na graça, a minha também?

Valores do grupoEnquanto participava do primeiro Treinamento de Líderes de Células – TLC, na Igreja CEEN-ASA NORTE, estive em oração buscando do Senhor um nome que fosse representativo para o grupo de estudos que desejávamos estabelecer em nossa residência. Por outro lado, tendo no coração o desejo de que as famílias desfrutem da plenitude do amor de Deus, que vivam em harmonia e em prosperidade espiritual, experimentando permanentemente de uma comunhão genuína entre si e, principalmente, que tenha uma comunhão muito estreita com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Com tudo isso, estabelecemos que nosso grupo de comunhão seja composto de casais, vamos ser líderes compromissados e esperamos que as famílias tenham muita paz, vinda de Jesus, confiança no amor de Deus e muita orientação, consolo e poder vindos do Espirito Santo, ou seja, que possamos desenvolver uma perfeita comunhão, que Jesus Cristo esteja sempre no centro do grupo e que as ações que demonstrem o seu amor por cada pessoa seja a motivação para que os relacionamentos sejam cada dia mais sólidos entre os participantes, entre os participantes e a igreja local e, principalmente, entre os participantes e Deus.

Neste grupo vamos atuar de forma a apoiar, desenvolver, treinar e estimular os membros a cuidarem muito bens uns dos outros, tornado real a orientação bíblica sobre os mandamentos recíprocos como, por exemplo, “amai-vos uns aos outros”, “perdoai-vos uns aos outros”, etc.

Vamos em busca de que seja um grupo saudável que resulte em vidas transformadas, maduras e que se multiplique em amor.

Nesse sentido, rogamos a Deus que nos capacite para que sejamos um grupo acolhedor e frutífero.

 Culto de abertura do grupo

Ocorreu dia 17 de junho, a partir das 20h, em nossa residência, com a presença de Deus, Jesus, do Espírito Santo e de muitos convidados.

Naquela noite houve uma excelente recepção a todos os presentes, houve a minha apresentação e de minha família, juntamente com a informação do motivo daquela celebração. Estavam presentes o Missionário Ivan Martins e sua esposa a Missionária Solange, responsáveis pela igreja CEEN do Guará, onde congregamos, ainda, estiveram presentes daquela igreja, os irmãos Hélder e sua Esposa Elisângela e também a imã Edina. Quem estava de passagem por Brasília e nos visitou também foi o Pr. Tertulhano, um pastor amigo que por muitos anos tivemos uma convivência mais próxima, enquanto esteve morando e dirigindo uma igreja em Barreira-BA, ele que hoje reside com a família em João Pessoa-PB. Além das pessoas citadas, tivemos a presença de amigos convidados, aos quais agradeço e louvo a Deus por suas vidas.

 A mensagem de abertura

 A mensagem entregue para a reflexão foi a respeito de uma excelente oportunidade que o Senhor tem todos os dias para todas as pessoas, pois é seu grande objetivo que todos sejam salvos. O título da mensagem foi Está sendo nos oferecido o privilégio da reconciliação com Deus, nesta mensagem o Senhor falou poderosamente com todos os presentes.

Inicialmente os presentes foram conduzidos a uma reflexão através da ilustração de que o local onde nos encontrávamos é muito bonito e especial, pois fomos levados a imaginar que todo o fim de dia recebêssemos a visita de uma amigo muito querido, com quem conversaríamos de maneira bastante descontraída por longos muitos sobre todos os assuntos com os quais estivemos envolvidos durante aquele dia.

A continuação, foi dito que Adão, no Éden teve esse privilégio de receber diariamente, na viração do dia a visita de Deus com quem tinha profícuas conversas, Gn 3.8-10. Também foi comentado que Adão e Eva perderam essa maravilha por não obedecer à Palavra de Deus, que era não comer da árvore da vida, ao comerem pecaram e passaram a estar separados de Deus para sempre. Nesse sentido, foi observado o que a Palavra de Deus diz em Romanos 3.23, Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. Todos fomos levados a reflexão sobre tal situação, com a seguinte ilustração: Como o homem vem dessa primeira geração de Adão e Eva, quando aquele casal pecou, como um efeito genético, porém neste caso é espiritual, todos somos herdeiros do pecado deles. Você pode dizer: eu não tenho nada a ver com isso, eu nem era nascido, eu não participei do pecado deles. Porém há um grande engano em pensar assim e um prejuízo espiritual muito grande para a vida de quem assim pensa.

Deus criou várias situações para levar o homem a um relacionamento sadio com Ele, porém não houve uma remissão total dos pecados, o que impediu uma comunhão perfeita.

Então Deus chamou seu filho unigênito Jesus e disse: Meu filho você vai ter que ir à terra para salvar o homem.

Todos conhecemos a história.

Jesus é sacrificado e morre na cruz do calvário para a remissão de nossos pecados.

A Palavra de Deus, em Rm 3.24. Diz: sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

Jesus disse que veio para nos dar vida em abundância, salvação, vida eterna com Deus.

Mais ainda, ao ser assunto ao céu disse que não nos deixaria órfãos, que estaria conosco até o fim dos tempos, também disse que iria pedir ao Pai que enviasse um consolador, nos foi mandado o Espírito Santo.

Devemos buscar em Jesus Cristo a salvação para a vida eterna na presença de Deus.

Não está errado buscar a Deus por boa saúde, prosperidade financeira, entre outras coisas, porém devemos saber que o maior bem será estar eternamente reinando com Jesus.

Após o culto aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

 

Reunião realizada em 24 de Junho de 2016.

Recebemos a todos os participantes com muita alegria, louvamos e adoramos ao Senhor, fizemos uma dinâmica de quebra-gelo, oramos pelas necessidades dos presentes, perguntamos se alguém teria algum testemunho de bênção acontecida durante a semana, falamos sobre a oferta do coração a Deus, retomamos os pontos mais relevantes da mensagem ministrada no culto de abertura, com algumas perguntas e respostas dos presentes, explicamos como funcionarão nossos encontros e durante a semana entre uma reunião e outra, concluímos o momento espiritual com uma oração final de agradecimento e louvor ao Senhor.

Mensagem:

Quatro aspectos característicos do Caráter de Jesus:

  • Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo;
  • Coração obediente e manso;
  • Fé;
  • Único caminho para chegar ao Pai.

Versículos base:

Jo 1.29 – Jo 3.15 – Jo 3.16 – Jo 14.6 – Jo 14.27

Testemunho:

  • Uma irmã testemunhou que sentiu a presença de Deus tanto no culto de abertura como no momento estava sentido que tudo tempo o Senhor se faz presente, que teve uma semana abençoada e de muita paz fazendo reflexões sobre a palavra ministrada e colocando em prática o que o Senhor havia falado ao seu coração.

Durante a comunhão uma irmã comentou que sua filha está com problemas na escola, foi reprovada em matemática no ano anterior, por isso terá que realizar prova de dependência. Fuma irmão se disponibilizou para auxiliar nos estudos.

Fato esse que se nos mostra a disposição entre as pessoas de ser ajudador uns dos outros. Bênção de Deus.

A meu ver, começamos muito bem. Glória a Deus, que continuemos sendo cuidados e cuidando.

Após a reunião de adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

 

Reunião realizada em 01 de Julho de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, dinâmica de descontração, louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades e membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra pra reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico, Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Palavra:

O que é Fé:

 é uma palavra que significa “confiança”“crença”“credibilidade”. A fé é um sentimento de total de crença em algo ou alguém, ainda que não haja nenhum tipo de evidência que comprove a veracidade da proposição em causa.

Ter fé implica uma atitude contrária à dúvida e está intimamente ligada à confiança. Em algumas situações, como problemas emocionais ou físicos, ter fé significa ter esperança de algo vai mudar de forma positiva, para melhor.

No contexto religioso, a fé é uma virtude daqueles que aceitam como verdade absoluta os princípios difundidos por sua religião. Ter fé em Deus é acreditar na sua existência e na sua onisciência. A fé é também sinônimo de religião ou culto. Por exemplo, quando falamos da fé cristã ou da fé islâmica.

fé cristã implica crer na Bíblia Sagrada, na palavra de Deus, e em todos os ensinamentos pregados por Jesus Cristo, o enviado de Deus. Na Bíblia há inúmeras referências ao comportamento do cristão que age com fé. Uma das frases sobre o tema afirma que “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem”. (Hebreus 11:1)

O termo “fé” surge em algumas expressões populares e também no contexto legislativo. Alguns exemplos:

Fazer fé“: acreditar em alguém ou em algum ato; ter esperança.

Dar fé“: afirmar como verdade.

Boa fé“: forma de agir honestamente, sem quebrar um compromisso.

Má fé“: agir de forma intencional para prejudicar terceiros.

A IMPORTÂNCIA DA FÉ.

  • Somos salvos pela fé – Ef 2:8
  • Devemos viver por fé – 2Co 5:7
  • Sem fé não podemos agradar a Deus – Hb 11:6
  • A fé nos dá força para continuar – Fp 2:6-8

A PALAVRA DE DEUS NOS DIZ PARA TERMOS FÉ.

  • Em Deus e em Jesus – Mt 28:18
  • Temos também que confiar no Senhor a cada dia – Hb 11:3
  • Tenhamos fé nas promessas de Deus para nós – Js 21:45

Participantes: 09 pessoas, algumas dessas haviam participado do culto de apresentação.

Como das vezes anteriores, ocorreu após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

Reunião realizada em 08 de Julho de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, dinâmica de descontração, louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades e membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra pra reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico, Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Palavra de Deus, para reflexão e aplicação diária:

Espírito Santo

Deus é uma trindade: Pai, Filho e Espírito Santo.

E o poder de Deus em ação, é sua força ativa. (Miqueias 3:8; Lucas 1:35)

O Espírito Santo de Deus desceu como pomba sobre Jesus no momento de seu batismo.

Mt 3.16 – Mc 1.10 – Lc 3.21-22 – Jo 1.32

Na Bíblia o nome Espírito Santo pode ter alguns significados, como:

Deus usa seu espírito para produzir resultados como:

Testemunho:

  • Foi dado um testemunho de bênção recebida de Deus esta semana, pois a família saiu de casa para ir a igreja participar da escola dominical e esqueceram uma panela que estava no fogão como o fogo aceso. A família vizinha teve o cuidado agir de maneira rápida e eficiente para evitar que a casa fosse incendiada, pois perceberam que havia muita fumaça saindo da casa. Receberam a ação dos amigos vizinhos como uma benção de Deus para preservar sua casa. No que ficaram muito agradecidos a Deus e aos vizinhos. Glória a Deus.

Como das vezes anteriores, ocorreu após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

 

 

Reunião realizada em 15 de Julho de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, dinâmica de descontração (Varrendo o que é ruim), louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades de membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra pra reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico, Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Tema da Palavra:

A Palavra de Deus

Os participantes foram orientados a ler e meditar (ruminar) durante toda a semana, sobre a palavra ministrada para que possam aprender e fazer reflexão sobre o que Deus tem a fazer em cada um de nós e, para que possam comentar na próxima reunião sobre os efeitos práticos da palavra em suas vidas.

Os participantes são orientados a que durante a semana todos orem pelas necessidades uns dos outros. Todos são acompanhados durante a semana, a fim de que sejam cuidados e possam ajudar-se e ajudar pessoas que ainda não estão no grupo.

Está sendo trabalhado em cada reunião o incentivo e a motivação para que leiam a bíblia e participem ativamente das reuniões e das outras atividades do grupo, pois entendemos que sem participação ativa não haverá crescimento espiritual e nem comunhão e cuidado entre as pessoas, que é o grande objetivo desta obra de Deus. Ganhar para Jesus e cuidar muito bem de todos.

Como das vezes anteriores, ocorreu após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

Reunião em 22 de Julho de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, dinâmica (ilustração feita pelo líder sobre a possibilidade de um amigo rico dar um belo presente, tipificando a Jesus), louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades de membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra pra reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico (ganhar e cuidar muito bem), Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

Tema da Palavra:

Certeza da Salvação

O que é Salvação?

Por que preciso que ser salvo?

O que é preciso ser feito para que eu seja salva?

O que é vida eterna?

Qual a importância de ser salvo?

Quem pode me salvar?

Que benefício terei por ser salvo?

Deus ama e quer abençoar a todos nós.  Jo 15:13

Todos pecaram, desobedecendo a Deus. Rm 3:23

O resultado do pecado é sério. Rm 6.23

Deus quer perdoar e salvar a todos. Jo 3:16At 2:21

Ninguém pode ser salvo somente por fazer boas obras. Ef 2:8-9Gl 2:16

Só Jesus pode nos salvar. At 4:10-12

Precisamos nos arrepender dos nossos pecados para sermos perdoados. Mt 4:17

  • Reconhecer
  • Sentir tristeza
  • Virar as costas para o pecado
  • Fazer restituição

Precisamos crer em Jesus para ser salvo. At 16:30-31

Precisamos confessar com nossa boca que Jesus é o Senhor. Rm 10:9-10

O sangue de Jesus nos purifica de todo pecado. 1Jo 1:7

Deus perdoa completamente os seus pecados, e você nunca mais será condenado por ele. Hb 8:12

Você pode ter certeza de sua salvação. Jo 3:36

FESTA DAS NAÇÕES

Dia 23 de julho, aconteceu a já tradicional Festa das Nações, evento organizado anualmente pela Igreja Evangélica Entre as Nações. Este ano o evento ocorreu na CEEN-PLANALTINA, esteve muito organizada e animada. Comidas típicas, brincadeiras, reencontro de irmãos, bom conversa, atos proféticos, oração, bênção aos novos líderes de células e muita alegria. Neste evento nosso grupo foi muito bem representado por cinco integrantes do grupo.

Reunião em 29 de Julho de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, dinâmica, louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades de membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião (Salvação) e ministração de Palavra pra reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, conclusão da dinâmica iniciada na primeira parte da reunião culminando com passagem de informação sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico (ganhar e cuidar muito bem), Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Dinâmica

Logo após a oração inicial, foram apresentada, em uma vasilha, algumas batatas inglês, cada bata tinha alguma parte estragada, os participantes tiveram a oportunidade de verificar as batatas e fazer comentários, sobre o que era, qual estado se encontravam, seria possível aproveitar, o que poderia ser feito para aproveitar as abatatas, entre outros comentários. Em seguida, asa batatas foram levada à cozinha para serem retiradas as partes estragadas e cozinhadas, os participantes não sabiam o que seria feito com as batatas, nem o que significavam aquelas perguntas e comentários. Após a palavra, no momento de passar informação sobre a visão do MDA, antes dos avisos e oração final foi solicitado pelo líder que fossem trazidas as batatas, agora o que foi trazido foi uma massa de batatas, pois já haviam sido cozidas e esmagadas. Apresentada ao grupo aquela massa se perguntou sobre o que eles pesavam sobre o que havia acontecido. Muitos participaram, dizendo que tinham sido cozidas e esmagadas. O que foi complementado pelo líder no sentido de mostrar ao grupo que todos somos como aquelas batatas apresentadas inicialmente, que precisamos ser tratados a través da Palavra de Deus para que possamos ser transformados e que o objetivo do grupo é justamente sermos unidos pelo amor de Jesus para ajudarmos bem uns aos outros a viver a plenitude da Graça de Jesus. O grupo foi impactado pela dinâmica. Houve um sentimento de profunda comoção e alegria na conclusão da dinâmica.

Tema ministrado na Palavra de Deus:

O ESPÍRITO SANTO TRANSFORMA A SUA VIDA

Quem é o Espírito Santo?  Jo 14.16-17, Lc 1:35

Quem tem o Espírito Santo? ICo 6.19, Rm 8.14-16

O Espírito Santo lhe ajuda a orar Ef. 6.19, Mt 26.41

O Espírito Santo lhe ajuda a entender a Palavra de Deus Js 1.8, Sl 119.11, Lc 21.33, Jo 8.31-32, Tg 1.22

O pecado entristece o Espírito Santo Sl 32.1-5, Pv 28.13

O Espírito Santo nos dá o poder necessário para vencer o pecado Rm 8.8, Zc 4.6, Gl 5.16, Gl 5.22-23

Você deve estar cheio do Espírito Santo em todo momento Ef 5.18-21

Você deve ser testemunha de Jesus pelo poder do Espírito Santo At 4.31, ICo 2.4-5, Rm 15.18-20

Precisamos dos dons do Espírito Santo para fazer a obra de Deus ICo 12.7-10

Receba agora o Batismo no Espírito Santo Lc 1.13, At 2.1-4, Mc 16.17-18

Como compartilhar Jesus com os outros no pode do Espírito Santo At 1.8

Testemunho

Uma das integrantes do grupo testemunhou que durante a semana foi muito abençoada, pois recebeu uma pessoa da família, que não reside em Brasília, a qual tem uma criança com problemas de saúde precisando de consulta com especialistas. Após procurarem consulta para a criança encontraram um local no qual a criança será atendida semana que vem. Por isso ela está muito feliz e agradecida a Deus pela bênção.

Os participantes foram estimulados e motivados a ler a bíblia para que possam participar ativamente das reuniões e das outras atividades do grupo, pois entendemos sem participação ativa não haverá crescimento espiritual, comunhão e nem cuidado entre as pessoas, que é o grande objetivo desta obra de Deus. Ganhar para Jesus e cuidar muito bem de todos.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho, inclusive em volta de uma fogueira porque no local fazia um friozinho agradável.

 

GRUPO DE JOVENS E ADOLESCENTES

Durante a confraternização os adolescentes e jovens com idade entre 12 e 18 anos foram reunidos e incentivados a criar um grupo para que possam estudar a palavra com um direcionamento adequado e participar de atividades dirigidas e direcionadas para eles. Também participar de atividades da Rede Jovem da Igreja. Os participantes ficaram bastante animados e conversaram para dar início à organização do grupo. O grupo será liderado pela irmã Victória. Os trabalhos serão orientados por um adulto para que todos sejam edificados e muito bem cuidados, pois o objetivo do grupo é consolidar os jovens na presença de Deus, edificá-los, integrá-los aos objetivos do grupo “Famílias na graça, a minha também” e, principalmente, fazê-los entendedores de que há bênçãos para todos os participantes, tais como obedecer e honrar pai e mãe, conforme orienta a palavra de Deus em Ef 6.1-3 e em Cl 3.20, que os pais saibam conduzir seus filhos com muito amor pelo caminhos que eles devem andar par que não se desviem quando adultos, conforme Pv 22.6, Dt 11.18-21, Sl 78.1-10 . Devemos entender que os filhos são heranças de Deus, portanto devemos cuidar bem para que os projetos dos Senhor sejam cumpridos na vida deles.

1

CONFRATERNIZAÇÃO DOS GRUPOS

Os participantes do grupo haviam sido convidados a participar de um momento de confraternização entre grupos da CEEN-Guará. No sábado, dia 30 de julho de 2016, alguns integrantes do grupo, que aceitaram o convite, foram levados até a residência dos irmãos Ivan e Solange, no Guará, onde tiveram um dia muito abençoado preparado por Deus e organizado com muito amor e carinho pelos anfitriões. Houve oração, muita brincadeira, comida e descontração. Pelas fotografias se pode observar que os participantes desfrutaram muito. Participaram do evento, 28 pessoas entre adultos crianças e adolescentes, que congregam conosco no Assentamento 26 de Setembro.

Reunião em 05 de Agosto de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, dinâmica (ilustração feita pelo líder sobre a possibilidade de um amigo rico dar um belo presente, tipificando a Jesus), louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades de membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra pra reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico (ganhar e cuidar muito bem), Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho.

Tema da mensagem:

O Espirito Santo opera em nós e através de nós

Quando estamos sem a presença de Deus, podemos apresentar comportamento inadequado diante de situações que não precisaria ser tratada como são tratadas. Por outro lado, muitas vezes não somos úteis a ninguém, isto é, temos problemas individuais, causamos problemas a outras pessoas e, lamentavelmente, ainda, não somos alguém que contribua com boas ações para outras pessoas.

Jesus foi um recrutador de pessoas para sua caminhada terrena, com o objetivo de ensiná-las a Palavra de Deus para estes continuassem ministrando o Evangelho após sua partida para a casa do Pai. Um de seus discípulos foi o apóstolo Pedro.

Pois bem, segundo alguns estudiosos, Pedro tinha uma característica mais ou menos semelhante às apresentadas acima. Porém Jesus chamou a Pedro e lhe ensinou com muito amor e carinho a palavra de Deus. Ainda assim, Pedro trouxe a Jesus muitas dificuldades durante todo o tempo de discipulado e, por incrível que pareça, inclusive foi repreendido por Jesus algumas vezes, até após a morte de Jesus Pedro continuou dando problema, inclusive sendo repreendido, agora por Paulo, quem depois se encarregou de continuar o ensino e a caminhada com Pedro.

Muitas vezes pensamos que ao receber a Jesus tudo está resolvido, porém é preciso aprender os ensinamentos que Jesus nos deixou e, principalmente, deixar o Espirito Santo de Deus agir em nosso coração para que possamos ter nossas mentes e corações transformados e moldados, para que sejamos capazes de experimentar e comprovar a boaagradável e perfeita vontade de Deus.

Precisamos ter fé e exercitá-la a fim de quem possamos vivenciar experiências de vida plena na presença de Deus.

Este mesmo Pedro ao reconhecer plenamente a unção do Espirito Santo que estava sobre ele tornou-se um vaso perfeito e útil para que a obra de Deus fosse feita em seu coração e através dele em outras pessoas, a ponte de serem carregados em macas muitos enfermos e oprimidos espirituais e colocados ao longo do caminho onde Pedro passaria para que pelo menos sua sombra tocasse neles e estes fossem curados.

Então, através do registro em At 5.15, podemos perceber que, pelo poder do Espirito Santo somos transformados estamos libertos espiritualmente, curados, tanto física como espiritual e emocionalmente, assim, estaremos em condições de sermos usados por Deus para levar outras pessoas a experimentar as mesmas bênçãos recebidas por nós. Ou seja, o Espirito Santo de Deus age dentro de nós, para nos trazer bênçãos espirituais e prosperidade, tanto espiritual como material e, ainda, sobre nós, para nos levar a sermos canal de bênção para que Deus opere maravilhas de cura, libertação, crescimento espiritual e prosperidade em outras pessoas.

Após a ministração da palavra ungimos as pessoas e oramos a Deus pela cura, libertação e transformação de nossas vidas, cremos que Deus tem um propósito de muitas bênçãos para todas as famílias que já fazem parte e para as que serão acrescentados por Ele nesse grupo. Glória a Deus!!!

Reunião em 12 de Agosto de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades de membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra para reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico (ganhar e cuidar muito bem), Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho.

Tema: A Nova Aliança

O que é uma aliança? No seu uso comum, aliança significa um contrato celebrado entre duas pessoas. É um acordo, pacto, compromisso feito segundo os termos da aliança.

A Primeira Aliança que Deus fez com seu povo, que está descrita no Antigo Testamento, incluía muitas leis e mandamentos, a salvação do povo era pela fé em Jesus. Eles olhavam para frente, esperando com fé o dia em que o Salvador chegaria.

A Nova Aliança que Deus fez com seu povo, que está descrita no Novo Testamento, aconteceu com a vinda de Jesus ao mundo para morrer na Cruz do Calvário como pagamento pelos pecados da humanidade, fazendo assim, um resgate do homem que morre com Ele e ressuscita para a vida eterna ao recebê-lo como Senhor e Salvador de sua vida, ou seja, a salvação do povo é pela fé em Jesus. Nós olhamos para trás, crendo que Jesus é o Salvador que já pagou o preço dos nossos pecados na cruz.

Você que aceitou a Jesus Cristo como Senhor e Salvador de sua vida entrou numa aliança desse tipo com Ele. Deus é fiel, e nunca quebra os termos das Suas alianças (Hb 6.17-18). Por isso a Nova Aliança é chamada de Aliança Eterna (Hb 13.20).

Como dissemos, para a celebração de alianças são estabelecidos termos.

Pelo fato de aceitar a oferta feita por Deus, ou seja, a Nova Aliança, o discípulo de Jesus deverá observar duas ordenanças estabelecidas por Deus que simbolizam a more e a ressurreição de Jesus, a saber:

O Batismo nas águas representa a sepultura de uma pessoa que morreu junto com Jesus espiritualmente. Jesus deu muito valor ao batismo nas águas, Ele mesmo fez questão de ser batizado (Mt 3.13-15), Ele serve de modelo para nós. Ao receber Jesus e se batizar nas águas, você participa dessa ordenança que serve como instrumento de publicação para as pessoas e, principalmente, para o reino espiritual, neste ato, espiritualmente falando, você morre para a vida velha, e nasce de novo para uma vida nova (Jo 3.3; II Co 5.17), ou seja, fica decretado tanto na terra como no céu que a partir de ter aceitado Jesus como Senhor e Salvador você está salvo, sendo a partir de então, nova criatura, onde o passado já não importa mais para Deus, tudo se faz novo. Há vida nova, novas esperanças, nova realidade espiritual, agora você é de Jesus uhuuu.

A Ceia do Senhor é outra ordenança que deve ser observada por todos os que têm aliança com Jesus, Ele tomou sua última ceia com Seus discípulos logo antes de Sua morte na cruz (Mt  26.26-30). Jesus realizou um ato de ensino sobe como devemos participar e qual a importância da Ceia do Senhor, ou seja, amando todo o seguidor de Jesus (I Co 11.22), devemos participar do corpo e do sangue de Cristo (I Co 11.23-25), lembrando e anunciando a morte do Senhor até que Ele venha (I Co 11.26), ainda, devemos estar conscientes da responsabilidade que é participar desse ato (I Co 11.27-29).

Ao estarmos em aliança com Cristo, se o Espirito Santos nos mostrar que nosso coração não está certo perante Ele devemos confessar nossos pecados e receber o perdão (I Jo 1.9) para que, pela fé, tenhamos renovados novos laços de aliança com Jesus (Ef 2.8-9).

Portanto, caso estejamos crendo e nos apropriando daquilo que Jesus fez por nós (I Pe 2.24), então demos graças a Deus pelo grande sacrifício de Jesus, e participemos da Ceia.

Importante, não deixe o pecado ser uma desculpa para não participar da Ceia, arrependa-se logo do seu pecado e tome a Ceia, caso não fosse importante Jesus não teria feito tal orientação com tanto zelo.

Quando participamos dessas duas ordenanças, estamos nos lembrando com muita gratidão de tudo que Jesus fez por nós. Anunciamos que estamos confiando completamente em Jesus para nossa salvação, e estamos nos apropriando, pela fé, dos benefícios que temos através da sua morte e ressurreição.

Uma vez que a pessoa foi salva (nasceu de novo), ela está qualificada para receber a Santa Ceia. A Santa Ceia é muito importante porque através dela podemos liberar nossa fé para nos apropriar ainda mais de toda a herança que temos através da aliança com Cristo e com o Seu corpo, a Igreja.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho.

Reunião em 19 de Agosto de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, louvor e adoração a Deus, Oração pelas necessidades dos presentes, testemunho, oração pelas ofertas de alimentos a ofertas em dinheiro, que serão direcionadas ao atendimento de necessidades de membros do grupo, Conversa sobre a palavra ministrada na última reunião e ministração de Palavra para reflexão e aplicação na vida individual e do grupo, informações sobre a visão do Modelo de Discipulado Apostólico (ganhar e cuidar muito bem), Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho.

Tema: A Igreja

A Igreja Mundial inclui todas as pessoas (Ap 20.12-15), que têm seu nome inscrito no Livro da Vida. Estas pessoas entrarão no céu (Hb 12.22-23).

Todas as igrejas que ensinam fielmente a Palavra de Deus são boas. Porém nenhuma igreja pode salvar ninguém.

A Igreja Mundial é corpo de Cristo, Jesus embora fisicamente para céu, mas Ele deixou o Espírito Santo aqui, vivendo em nós.

Nós somos o corpo de Cristo aqui na terra. O corpo de Cristo é um só corpo, mas tem muitos membros – todas as pessoas salva por Ele (I Co 12.12-14), ou seja, todos os salvos por Cristo são da mesma igreja! (Ef 4.1-6).

A Igreja Local é um grupo de pessoas salva por Jesus que se reúnem num local específico. Há muitas igrejas locais ao redor do mundo. O apóstolo Paulo começou muitas igrejas locais (Rm 16.3-5; I Co 16.19; Gl 1.2; I Ts 1.1).

A igreja local é muito importante por várias razões, uma delas é porque é na igreja local que você manifesta sua aliança com Deus. Existem muitas promessas na Palavra de Deus para aqueles que estão em aliança com Ele.

Quando você nasceu de novo, você fez uma aliança com Deus, veja como essa aliança se manifesta dentro do contexto da igreja local trazendo bênçãos par você:

Primeira bênção: A Proteção de Deus

A aliança com Deus implica num compromisso com a Igreja Local, frequentando as reuniões e submetendo-se voluntariamente aos pastores e aos líderes de Células ou grupos. O verdadeiro seguidor de Jesus vai querer obedecer-lhe em tudo (Hb 10.25).

Por outro lado, a Palavra de Deus, em Hb 13.17, mostra claramente que a proteção espiritual está intimamente ligada com a nossa submissão para com nossos líderes espirituais.

Segunda bênção: A Prosperidade de Deus

A sua aliança om Deus e a Sua Igreja implica numa entrega total a Ele. Agora tudo é Dele (Lc 14.33), e o seu coração busca em primeiro lugar o Reino Dele.

Terceira bênção: Felicidade nos relacionamentos

A sua aliança com Deus implica em ter aliança com seus irmãos e irmãs em Cristo Jesus. Na Célula/Pequeno Grupo, com a ajuda do líder e do discipulador, você aprenderá a andar no amor de Deus e construir relacionamentos sadios e duradouros.

A sua aliança com Deus também implica em grandes bênçãos para sua família (At 16.31). Você também aprenderá a aplicar a fé e cooperar com Deus pela salvação de toda sua casa (Cl 3.18-21).

Na Célula ou no Grupo Pequeno é a melhor maneira de ter intimidade e comunhão uns com os outros discípulos da igreja local. Cada um é membro do outro e precisamos ter comunhão um com o outro.

A igreja local é subdividia em Células ou Grupos Pequenos, que se reúnem nas casas particulares dos membros.

No tempo do Apóstolo Paulo, um grupo de irmãos se reunia na casa de Áquila e Priscila (I Co 16.19). Em Jerusalém, os seguidores de Cristo se reuniam frequentemente para ouvir a doutrina dos apóstolos e orar, mas também comiam juntos e tinham comunhão entre eles (At 2.42).

A Igreja Local em Jerusalém se reunia:

No templo – grandes reuniões

Nas casas – pequenas reuniões (At 2.46).

Este exemplo da Igreja Local em Jerusalém é interessante. Cremos que é muito importante que todo o seguidor de Jesus seja fiel:

Nas celebrações de domingo, onde a Igreja Local toda se reúne para adorar o Senhor, ouvir Dele, e celebrar o que Ele está fazendo;

Nas Células ou nos Grupos Pequenos, para sermos uma verdadeira família de Deus, estamos sempre juntos (At 2.44).

Como membros do corpo de Cristo, somos irmãos. Como Cristo deu a sua vida por nós, devemos dar nossa vida pelos irmãos (I Jo 3.16-18).

Se tivermos um irmão sofrendo necessidade, o que um irmão que tem mais recursos deve fazer?  Ajudar o irmão atendendo as necessidades, tanto espirituais como materiais.

Não devemos amar só com palavras, mas de fato e de verdade.

Reunião em 26 de Agosto de 2016.

Recepção calorosa, início da reunião com uma oração, louvor e adoração a Deus.

Nesta reunião, devido a que muitos estamos com dificuldades de toda ordem, foi realizada uma reunião diferente.

O tema foi oração.

Textos de referência: I Cr 4.9-10; Sl 91; Jo 14.14; Jo 17.20-26 e Lc 5.16

Os participantes conversaram sobre a importância da oração, sentido da oração, a que orar, em nome de quem orar, por que motivos orar.

Após uma breve palavra trazida do trono de Deus para os corações doa presentes, pela irmã Iara. Todos oramos e clamamos ao Senhor por uma restauração de saúde, livramentos de situações adversas, abertura de porta de emprego, libertação, paz nos lares, sabedoria, crescimento espiritual, discernimento para identificar as coisas que podem e precisam ser mudadas e entendimento das coisas que não podem ser mudadas.

Perguntamos aos jovens como estava a organização do grupo de jovens, ouvimos dos mesmos que gostariam de continuar da forma que está, que estavam gostando muito de participar do grupo, sugeriram que ao se planejar atividades extras que estas fossem organizadas  de forma que contemple os jovens e os adultos, tanto dentro de um mesmo grupo ou por separado.

Portanto, ficou decidido que o grupo continuará formado por adultos e jovens como todos cuidando uns dos outros em nome de Jesus.

O grupo está organizando uma visita a maquete de Brasília na praça dos três poderes, que acontecerá nas primeiras semanas do mês de outubro próximo, que com certeza será um momento de muita alegria e que ficará marcado nos corações dos participantes.

Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho.

Reunião em 03 de Setembro de 2016.

Nossa reunião mudou de dia, a partir de agora acontecerá aos sábados, às 17h, para dar oportunidade a algumas pessoas, que queriam participar do grupo, porém não podiam por compromissos no dia e horário anterior.

O início da reunião aconteceu com uma recepção calorosa, com uma oração, louvor e adoração a Deus.

Nesta reunião, o mover do Espírito Santo nos levou a uma verdadeira comunhão entre pessoas que têm buscado viver de acordo com a vontade de Deus e comunhão com o Espirito Santo de Deus.

A reunião começou muito descontraída, os participantes interagindo em perfeita harmonia, contando testemunhos de transformação de vidas e glorificando a Deus.

O papo foi animado a partir do testemunho de uma irmã, esta disse que sua vida era carregada de dificuldades e que vivia sempre reclamando de tudo, murmurando e dizendo palavras que não edificavam seus familiares, porém que hoje vive em fé, buscando cada dia estar mais alinhada com a palavra de Deus, ainda que tenha muitas dificuldades, hoje diz palavras de benção para todas as situações.

Isso nos levou a uma reflexão muito profunda e fizemos comentários muito animadores, tudo guiado pelo Espírito Santo de Deus.

Entre o que se comentou foi a constatação de que ainda que a vida nos apresente circunstâncias adversas, em tudo devemos dar glória a Deus, pois Dele e para Ele são todas as coisas e Ele que quer nos abençoar com vitórias em todas as áreas de nossa vida.

Palavra de Deus:

A palavra que o Senhor nos moveu a compartilhar está em Mateus 5:1-11

“E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:
Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.

Após lermos e comentarmos a palavra trazida do trono de Deus para os corações dos presentes, pela irmã Iara. Todos oramos e clamamos ao Senhor, por todos os presentes e demais integrantes ausentes e futuros integrantes, que virão em nome de Jesus e serão muito bem cuidados, por uma restauração de saúde, livramentos de situações adversas, abertura de porta de emprego, libertação, paz nos lares, sabedoria, crescimento espiritual para identificar as coisas que podem e precisam ser mudadas e entendimento das coisas que não podem ser mudadas.

Certamente Jesus no dará muitas vitórias!!!

Concordamos com o Pr. Abe, que: Isto é só o começo!

Conclusão desta primeira parte com avisos e oração final.

Após a reunião de estudo, adoração ao Senhor e debate da Palavra, aconteceu uma descontraída confraternização entre os participantes, com um lanchinho.

As bênçãos do semestre

Neste primeiro semestre de existência deste abençoado grupo de relacionamentos vivenciamos uma experiência maravilhosa na presença de Deus.
Tivemos a oportunidade de nos conhecermos um pouco mais, desfrutamos de momentos agradáveis em comunhão entre amigos e, principalmente, na presença do nosso querido e bom Deus.
Celebramos aniversários juntos, almoçamos em reunião de famílias, confraternizamos depois de todas as reuniões desta maravilhosa célula, a qual tem um nome profético inspirado por Deus, Famílias na Graça, a minha também, que está nos proporcionando excelentes amizades, onde cada integrante está sendo muito bem cuidado.
Tivemos vários momentos de estudos da palavra revelada do Senhor, reflexões e, com certeza, prática do amor de Deus.
No grupo houve crescimento espiritual, renovo espiritual e, por que não, grandes revelações vindas genuinamente de Deus, curas e muitos livramentos.
Tivemos arrependimentos, reconciliação com Deus e batismo.
Houve participação de integrantes do grupo em cultos realizados na Igreja CEEN-GUARÁ; em passeio a lugares antes desconhecidos de alguns irmãos moradores do Assentamento 26 de Setembro; no Batismo geral da CEEN-BRASÍLIA, realizado na casa do Presbítero Ivan, no Guará; na celebração e aniversário dos 14 anos da Igreja CEEN; na ceia de natal, realizada na casa dos líderes do grupo; e ainda, vários irmãos da célula e convidados participaram da confraternização de fim de ano, da igreja do Guará, realizado na casa do Presbítero Ivan, no Guará.
Por todas essas vitórias alcançadas damos graças ao nosso amado Deus, que até aqui nos ajudou.
Estamos nos preparando para as grandes vitórias que o Senhor nos proporcionará em 2017, com certeza Ele fará muito mais do que possamos pedir ou imaginar. Para tal, estamos planejando ações que serão realizadas sob a orientação de Deus a fim de que outras pessoas que devem ser salvas sejam acrescentas a esta célula abençoada, para serem cuidadas por nós sob a orientação do Espírito Santo.

Batismo da irmã Raquel
Durante a celebração de aniversário da Comunidade Evangélica Entre as Nações, realizada dia 17 de dezembro de 2016, os irmãos Vanderlei e Iara foram ungidos e levantados como Diáconos na Igreja do Senhor, para desempenhar funções que podem ser de administração, manutenção, exercer função litúrgica, cuidar de necessitados.

Neste grupo de relacionamentos interpessoais e, principalmente, com Deus, temos o cuidado de proporcionar aos integrantes, atividades que garantam crescimento e mudança de visão.

Nesse sentido, estamos planejando alguns passeios aos principais pontos turísticos de Brasília para o crescimento cultural e de mundo dos integrantes do grupo. Parece coisa pouca, porém será de grande importância para todos, certamente o Senhor fará grandes coisas em suas vidas.

Inciamos como um passeio, sem presença de pais ou responsáveis: No passeio Victória, Pedro Henrique e Raquel tiveram a oportunidade de sair do Assentamento 26 de Setembro, utilizando meios de transporte coletivo público e visitaram o Espaço Lúcio Costa, a Praça do Três Poderes e a Rodoviária do Plano Piloto.

Qual foi o objetivo, mostrar para os meninos que é possível conhecer outros espaços e ter outras oportunidades com muita orientação, confiança, disciplina e, principalmente, divertir-se em santidade.

Lindos os irmãos Pedro Henrique, Victória e Raquel em seu primeiro passeio por Brasília sem pais ou responsáveis

Estamos cuidando e sendo cuidados nos aspectos espiritual, psicológico, intelectual, educacional e social, para que o nome do Senhor seja glorificado entre nós.

 

Victória cuidando da beleza, da autoestima e das emoções dos irmãos.
No natal celebramos o nascimento de Cristo e comemoramos os aniversários dos amados Pedro Henrique e Patrícia, que aniversariam dia 24 de dezembro.
Integrantes e amigos da 26 na confraternização de fim de ano na casa do irmão Ivan – Igreja CEEN-Guará.
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/06/2016 em Teologia

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: